//
você está lendo...
BRASIL, NOTICIAS

A nível Nacional, Professores cruzarão os braços de 14 a 16

Entre os dias 14 e 16 demarço de 2012, as escolas públicas de nível básico, em todo Brasil, paralisarãosuas atividades para protestarem contra o descaso de grande parte dos gestorespúblicos em não garantir educação de qualidade socialmente referenciada paratodos e todas.
Emborao Brasil, nos últimos anos, venha galgando importantes resultadossocioeconômicos – já tendo alcançado o posto de 6ª economia do mundo -, aeducação continua sendo um entrave para a inclusão de todos os brasileiros ebrasileiras no processo de desenvolvimento sustentável.
Cadavez mais, os meios produtivos exigem maior e melhor qualificação profissional,e as relações socioculturais e ambientais, idem. Sendo que é papel da escolapública garantir o acesso e a permanência de todos ao conhecimento e àparticipação cidadã na vida política, social e econômica do país.
Àluz desses objetivos, que defendemos para a escola pública, a pauta da CNTEpara a Greve Nacional dos Trabalhadores/as em Educação consiste em:
Ampliaro investimento em educação para 10% do Produto Interno Bruto (PIB), ao longo dapróxima década, e exigir a aprovação do novo Plano Nacional de Educação;
Garantiro cumprimento imediato e integral da lei federal nº 11.738, que vincula o pisosalarial profissional nacional à carreira do magistério;
Implementara gestão democrática em todas as escolas e os sistemas de ensino, conforme preceituaas normas educacionais e o Estatuto da Criança e do Adolescente;
Impedira terceirização das funções escolares, sobretudo daquelas desempenhadas pelosfuncionários da educação; e
Asseguraroutras pautas locais da educação e de seus trabalhadores.
Diantede temas tão importantes para o futuro de nosso país, convidamos a todos etodas para se juntarem à nossa luta, que é por um Brasil mais justo, próspero,soberano e sem desigualdades que impeçam o direito das pessoas à felicidade e,consequentemente, ao bem estar coletivo.
Quantoàs atividades da Greve Nacional, as mesmas serão descentralizadas e estarão soba responsabilidade das 44 entidades filiadas à CNTE (ver lista anexa). Outrossindicatos da educação, mesmo não filiados à Confederação, também poderãoincorporar-se à mobilização e agendar atividades junto aos executivos eparlamentos locais, além daquelas voltadas à comunidade escolar e à populaçãoem geral.
Emâmbito nacional, a Greve marcará o início de uma ampla jornada de luta dostrabalhadores por educação pública, gratuita, universal, laica, de qualidade(com equidade), e por valorização profissional, devendo um de seusdesdobramentos culminar na denúncia de governadores e prefeitos –desrespeitadores da Lei do Piso – à Organização Internacional do Trabalho (OIT)e a outras instituições internacionais, além dos órgãos do Poder Judiciárionacionais.
Da Redação
Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: