//
você está lendo...
PAINEL, SANTA HELENA

Após análise de estudos Petrobrás decide pela perfuração de poços em SH. CONFIRA!

AUniven Petróleo, disse semana passada, que os resultados obtidos durante olevantamento sismológico realizado ano passado na Bacia do Rio do Peixe foisatisfatório e que tem a licença ambiental para a perfuração de seis poços nosseis lotes, distribuídos nos municípios de Santa Helena, Triunfo e São João doRio do Peixe.
Deacordo com o Correio da Paraíba, a empresa disse que os trabalhos só nãocomeçaram ainda porque a petrolífera está realizando o processo de licitaçãopara definir a empresa que fará a perfuração.
Atualmente,nenhuma empresa está atuando na Bacia do Rio do Peixe. A última a deixar aregião foi a UTC Engenharia, após perfurar um poço no mês de novembro do anopassado, na comunidade de Tabuleiro de Cima, na zona rural de Santa Helena.Após a constatação de que não foi possível encontrar petróleo no poçoperfurado, a companhia devolveu o bloco RIOP-T-20 BT-RIOP-3 à ANP, no começo dedezembro do ano passado.
APetrobras já havia devolvido seus lotes a Agência Nacional de Petróleo e Gás(ANP) no mês de março de 2011. As demais empresas ainda não devolveram porquenão cumpriram com o Programa Exploratório Mínimo (PEM), que envolve os estudossísmicos do solo e perfuração de poços dentro do prazo de quatro anos dado pelaANP.

Com a retirada das empresas, a frustração foi maior nas cidades de SantaHelena, Triunfo e São João do Rio do Peixe, que englobam os lotes adquiridospelas empresas. Nos municípios de Santa Helena e Triunfo, a empresa BrainTecnologia, contratada pela UTC, não pagou o Imposto Sobre Serviços (ISS) epediu concordata, alegando dificuldades financeiras.
FRUSTRAÇÃO E DIVIDAS
Em nota divulgada pelo Correio daParaíba, após um ano da euforia da exploração do petróleo na Bacia do Rio doPeixe, restou uma herança sombria para a região. Sonegação de impostos,pagamentos atrasados de indenizações e calotes no comércio foram deixados poralgumas empreiteiras terceirizadas contratadas pelas petrolíferas: Petrobras,UTC Engenharia, Cowan Petróleo e Gás, Univen Petróleo e Ral Engenharia, que searriscaram na busca por petróleo e gás no Sertão paraibano. Só na cidade deTriunfo, a Prefeitura espera receber mais de R$ 210 mil.

As quatro petrolíferas adquiriram, juntas, 12 lotes na Bacia em leilãorealizado em 2007, durante a 9ª rodada de licitações da Agência Nacional dePetróleo e Gás (ANP), e, após isso, contrataram as terceirizadas para realizaras atividades de levantamento sismológico seguido das perfurações dos poços,realizadas a partir de 2009. Apesar da movimentação econômica causada na regiãocom a chegada das empresas e que encheu de expectativas os sertanejos, osresultados obtidos não foram satisfatórios e as empresas se retiraram daregião, deixando dívidas com comerciantes, prefeituras e proprietários rurais.

A Univen e Ral Engenharia, que atuam em sociedade, e a Cowan Petróleo e Gásainda estão no processo de descoberta do petróleo. As companhias pediram à ANPprorrogação do prazo que se encerrará em 12 de março para continuar realizandoas etapas exploratórias. A Cowan informou que deverá voltar à região paraconcluir os trabalhos.
DaRedação do Portal Fatos e Fotos

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: