//
você está lendo...
SARA VITORIANO

Nos trilhos da história: de Canto de Feijão a Santa Helena, passado de gloria e o presente? “há Deus pertence”

BEM VINDO A COLUNA DA SARA VITORIANO DE SOUSA. MESTRA EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO GRADUADA EM GEOGRAFIA PELA UFCG, EXERCE FUNÇÃO DE PROFESSORA DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE SÃO FRANCISCO E PROFESSORA DA REDE MUNICIPAL DE SANTA HELENA.

Nos trilhos da história: de Canto de Feijão a Santa Helena, passado de gloria e o presente? “há Deus pertence”


Lembro-me que quando criança costumava ouvir belas e curiosas histórias do passado de glória da minha terra tão amado, há época “Canto de Feijão”, a que o nome remete? Logo conseguia identificar, feijões em abundância teriam, para comer e comercializar.

Comercializar? Tudo começou com o comercio de feijão, na verdade foi com a plantação, e que depois comercializada fazia a terra bem visitada por pessoas em busca do ouro da terra amada. Mas por que não era cidade, e quando virou porque isso não guardou? Bem, essa história esqueceram de me contar.

Só sei que virou cidade graças à integração do nordeste, que partiu do Ceará com Destino a Recife, do Pernambuco a Capital. Era a linha férrea, que empregos vieram a gerar melhorando um pouco a vida e gerando vida nesse lugar.

Quando virou cidade, muito já se tinha de uma bela estação a um monte de casinhas, que de turma ganharam o nome em conseqüência alegria, das famílias dos trabalhadores que ali conviviam e do povo do lugar que em harmonia os recebiam.

Sou dessa mistura, povo mais povo, povo que o trem trouxe aqui deixou, e povo que aqui vivia e que por aqui ficou. Do povo de Antonio Gomes proprietário do lugar e de Seu Zuca “cassaco” homem com coragem de trabalhar, onde juntos deram as mãos e construíram esse lugar.

Nome de Santa a cidade ganhou, muito se perdeu no tempo e pouco foi o que ficou, dos costumes, nem padre Cícero resistiu ao avanço do novo e ao descaso com o que existiu.

E agora o que ficou? Onde está Nossa historia? Dos dias 20 nem memória, de Santa Helena só fé e quermesse, pois o algodão a que festa patrocinava junto com o feijão, nada restava. Como diz o meu povo, ao povo só desgosto por não ter história pra contar.

Pois criança ninguém engana, se conta e se prova o que se está a falar.

Salve o povo sem história, as crianças sem memória e a “glória” desse lugar.

Estação Ferroviária de Santa Helena – Arquivo Fatos&Fotos

Antigas Casas de Turmas – Foto Ilustração

Anúncios

Discussão

6 comentários sobre “Nos trilhos da história: de Canto de Feijão a Santa Helena, passado de gloria e o presente? “há Deus pertence”

  1. Adorei seu texto-memória, retrata muito do que fomos e do pouco que sabemos ser hoje, reza a lenda: quem não conhece sua história se convence em aplaudir qualquer outra… Santa Helena é uma cidade rica culturalmente e vejo com pesar ela cair no esquecimento… Bravo, minha irmã! E aqui me orgulho de fazer parte desta linhagem: Gomes e Zuca. Beijos,Abraão Vitoriano

    Publicado por Abraão Vitoriano | 4 de agosto de 2011, 11:35
  2. Essas sim poderiam ser fotos de cartão postal da nossa cidade, não é por acaso que nossa população dimuiu em relação ao censo anterior, e olha, um adas poucas cidades que teve redução. Infelismente, cartão postal só mesmo a Igreja, que não é totlamente dependente de política porque os outros pontos, não merecem título. Uma cidade que tem ruas cheias de buraco, não se vê placas de sinaliazaçã na cidade, jardins, lixeiras nos pontos em que deveria ter, Isso seria o mínimo. eu ví outro dia uam materia aqui mesmo em que se falava do descaso da cidade e a mal impressão dos turistas, aliás, quem são os turistas? que eu saiba são parentes ou amigos dos moradores, mas turistas, o que eles viriam aqui? drogas, bebidas, exploração sexual infantil?.

    Publicado por Anonymous | 4 de agosto de 2011, 12:40
  3. Comadre,muito bom o texto,falar de Santa Helena e das glorias do passado é fácil…Porém como dizem por aí "eu qro é prova",rsrsrs,.Mas estamos vivos e ainda, nem q seja por instantes,Podemos viajar nas lembranças.Temos tbem o privilegio de fazer outros navegarem nas nossas reminiscências ,qndo em sala de aula contamos a historia dessa gente,historia q hoje vive na memoria de poucos.

    Publicado por maria helena | 4 de agosto de 2011, 18:32
  4. LEIAM !!!!!concordo plenamete com meu amigo anônimo aí em cima, mas vou além, eu acho que para os políticos de nossa cidade os cartões postais de Santa helena são as fotos de todos os prefeitos, Olha só que lindo!!!! O pior de tudo é que não posso dizer isso na cara deles, infelismente serei prejudicado, que tempo é esse???

    Publicado por Anonymous | 4 de agosto de 2011, 21:03
  5. Comadre Maria Helena, e quando nós morrermos? não terá mais lembraças, e assim será apenas estórias. Primira vz que vejo essas fotos, que parte da hisória perdemos né? Porque não fazer uma expoisção?

    Publicado por Antonio | 5 de agosto de 2011, 12:33
  6. De fato caros leitores, falar é fácil, difícil é provar.Concordo com vocês quando mencionam o descaso do nosso amo Município como sendo culpa política. Mas, é verdade também que nem sempre podemos dar nomes aos bois, contudo, se a carapuça servir… Nós somos senhores de nosso atos, e a vida nos cobra tudo de maneira atualizada. não desistamos, vamos lutar, sem calar, sem sessar…

    Publicado por SARA VITORIANO | 5 de agosto de 2011, 16:41

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: