//
você está lendo...
CIBELE DINIZ

Violência na Escola

Por Cibele Diniz Correia, 22 anos, Estudante do Curso de Serviço Social pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Cajazeiras – FAFIC, atua como Coordenadora do Programa Brasil Alfabetizado na cidade de Santa Helena-PB.




VIOLÊNCIA NA ESCOLA

A sociedade brasileira hoje está diversificada, as relações sociais estão afloradas, onde as novas formas tecnológicas exerce influência nas relações individuais, sociais, e também econômicas. Essas relações se destacam quando há uma competitividade onde o poder se mostrar mais forte entre as classes, dai surge a violência elas podem ser visualizadas, em casa, shopping, no trabalho, estádios de futebol e também nas escolas, caso esse que se encontra muito visualizado de diversas formas nas redes sociais e de comunicação.

A violência nas escolas é um problema social que está presente nas ações dentro da escola, interferindo assim no processo educativo. Isso não deveria acontecer, pois a escola é um ambiente de aprendizado de transformação e interação com o outro, é na escola que o individuo aprende a aperfeiçoar suas qualidades, e diferenças juntamente com a família que é o berço das relações sociais, ambas precisam caminhar juntas para obter um resultado favorável e compensador.

Porém, o que vemos são ações contraditórias, onde a posição hierárquica representada pelo poder e autoritarismo, pela direção, coordenação e professores estando os alunos  no meio  dos conflitos profissionais, que acabam por responder nas salas de aula.

No entanto a violência nas cidades como a violência doméstica violência contra a mulher, idosos, crianças, enfim, tem levado os jovens a perder a credibilidade em uma sociedade justa e igualitária capaz de promover o desenvolvimento social, com condições igualitárias para todos, tornando-os assim violentos, conforme estes modelos sociais expostos.

A escola é um ambiente saudável onde as relações do dia-dia deveriam traduzir respeito através de atitudes que levassem a fazer amizade, harmonia e o companheirismo presente com o objetivo de praticar o projeto político pedagógico de cada escola.

Por isso, é necessário um trabalho coletivo, onde a presença dos profissionais, juntamente com os alunos e os pais é fator primordial para esclarecer e debater buscando caminhos que leve a uma relação amigável e compensatória.

É de suma importância levar esse tema para a sala de aula desde as series iniciais, pois é uma forma de trabalhar e buscar melhorar essa problemática que está tão presente na nossa sociedade, oportunizando momentos de reflexão que auxiliarão na transformação social, dessa forma pode ser trabalhada de várias maneiras, através de revistas, jornais, filmes, desenhos animados, enfim os professores podem levantar essa discursão e criar um ambiente de respeito ao próximo considerando que todos devem se engajar nessas ações socioeducativas, buscando sempre refletir e  propor soluções e análise crítica a cerca da problemática afim de que os alunos se interessem e  procurem discutir sobre os diversos problemas que atinge o mundo.

Afinal, a violência não leva a nada, e nós como sujeitos ativos devemos nos preocupar e procurar fazer um mundo melhor para as nossas crianças, jovens e idosos no futuro, mostrando para a nossa sociedade que é possível vencer os desafios e os problemas que a vida apresenta.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: